Acessibilidade

A+
A-

Temperatura

Atendimento: 2ª à 6ª, das 7:00h às 13:00h (MS)
(67) 3471-1130 / 3471-1417 / 3471-1593

Prefeitura leva assentados à conhecer novos projetos


Publicado em: 28/09/2009 17:00
Fonte/Agência: Assessoria de Comunicação
Prefeitura leva assentados à conhecer novos projetos

Cerca de 40 produtores rurais assentados das glebas Rancho Loma e Colorado foram levados pela Prefeitura (Gerência de Desenvolvimento Econômico) e pela Agencia de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) para conhecer projetos que ajudam a viabilizar a agricultura familiar, incentivados pela municipalidade de Naviraí.

 

Os assentados foram primeiro ao Cinturão Verde, onde ficaram admirados com a produção organizada pela associação que reúne 34 produtores, organizados pela Prefeitura, em projeto implantado pela Prefeitura de Naviraí, com o apoio do governo federal, que liberou R$ 480 mil para a construção de 34 casas.

 

De acordo com o engenheiro agrônomo – Jorge Falcão Petroni, no lugar onde antes só havia pastagem abandonada e muitas cobras, hoje há uma produção bem sucedida, toda irrigada, com uma vasta variedade de hortaliças e legumes, que abastece com tranqüilidade a praça de Naviraí.

 

O custo de produção das hortaliças (com produção auxiliada pela Prefeitura de Naviraí, com disponibilidade de caminhão para carregar o esterco - através de parceria com o Bertin e com a Usinavi) é de cerca de R$ 0,25 a 0,30, tendo preço de venda sugerido de R$ 0,50, com comercialização individual por R$ 1, ou venda em larga escala por R$ 0,50. 

Frango caipira

A segunda visita da excursão de assentados de Iguatemi à Naviraí aconteceu no assentamento Juncal, 26 quilômetros da cidade, onde os pequenos produtores foram levados para conhecer o projeto de criação de frangos da cooperativa Coopaju, que aproveitou recursos do Pronaf Mulher, com 23 associadas que produzem cerca de 1,5 frangos semi-caipira (aviário misturado com piquetes, que tem capacidade de até cinco mil).

 

Hoje, o abate, inspecionado pela Vigilância Sanitária, través do Serviço de Inspeção Municipal (Sim) acontece em três propriedades, após um ciclo de produção que varia de 85 a 90 dias, entre o alojamento e a terminação. O custo de produção, segundo a Agraer, é de R$ 6,76 por frango, com venda por R$ 12 a R$ 17 por unidade, conforme as condições de peso e de mercado.   

 

O prefeito José Roberto Arcoverde e o gerente de Desenvolvimento Econômico, Juarez Figueiredo, constantemente tem dito que a Prefeitura de Iguatemi está focada no objetivo de empreender ações que fortaleçam a agricultura familiar e oferecer alternativas de diversificação da produção, objetivando a viabilidade da agricultura familiar.